Bispos

1º Bispo Diocesano: D. Hélio Paschoal



Dom Hélio Paschoal nasceu em Vargem Grande do Sul-SP, no dia 26 de abril de 1927, filho de Tito Livio Paschoal e Euphrosina da Rocha Paschoal. Fez o curso primário na cidade de Casa Branca - São Paulo.  No dia 22 de dezembro de 1938 ingressou na Congregação dos Sagrados Estigmas de Nosso Senhor Jesus Cristo, em Rio Claro-SP. Concluiu o ginásio em 1943. Emitiu os votos temporários em 09 de dezembro de 1944 e os perpétuos em 27 de maio de 1948. 

Seguiu para Ribeirão Preto, onde no Inst. Miss. “Ven. Gaspar Bertoni” cursou Filosofia e Teologia. Em 15 de agosto de 1951 foi ordenado sacerdote nesta mesma cidade. De 1952 até 1953 especializou-se na Faculdade Teológica do Seminário Central do Ipiranga em São Paulo. Ao mesmo tempo, na cidade de São Caetano do Sul, iniciava suas atividades sacerdotais. Obtendo licença em Teologia, regressa a Ribeirão Preto como professor no Seminário Maior. Em 1953 é nomeado para o cargo de Prefeito dos Estudos da Comunidade do Seminário de Ribeirão Preto, onde permaneceu até 1965, exercendo inclusive o cargo de Reitor deste Seminário no período de 1961 a 1965. Foi Vigário em Brasília-DF, em Viradouro-SP e, por último, em Barretos-SP, quando, em 29 de março de 1967 foi eleito bispo da recém criada Diocese de Livramento de Nossa Senhora.

Foi sagrado bispo no dia 25 de junho de 1967, na cidade de Barretos - SP, pela imposição das mãos do bispo de Jaboticabal-SP, Dom José Varani e consagrado por Dom José Pedro Costa, bispo de Caetité - BA e Dom Tomás Vaquero, bispo de São João da Boa Vista-SP. Em 23 de julho de 1967 tomou posse como o primeiro bispo da Diocese de Livramento de Nossa Senhora, instalada oficialmente neste mesmo dia. Seu lema no episcopado foi “Cristo nos iluminará” - Illuminabit Nos Christus - (Efésios 5, 14). Em 21 de janeiro de 2004, por ter completado a idade máxima para exercício da função, de acordo com o Código de Direito Canônico, renunciou ao ofício e se tornou Bispo Emérito de Livramento de Nossa Senhora.

No dia 04 de março de 2005, por motivo de saúde, passa a residir em Casa Branca-SP. Faleceu no dia 22 de novembro de 2005, na cidade de Campinas-SP. Foi sepultado no dia 25 de novembro de 2005, na Catedral de Nossa Senhora do Livramento, atendendo a sua vontade. 


2° Bispo Diocesano: D. Armando Bucciol


José Armando Bucciol nasceu em Villanova de Motta de Livenza (Província de Treviso – Itália), aos 03 de julho de 1946, filho de Antônio Bucciol e de Antônia Roselen. Em 1960, entrou no Seminário diocesano de Vittorio Veneto, onde cursou o 2º grau, Filosofia e Teologia. Seu bispo era Dom Albino Luciani, o futuro papa João Paulo I. Foi ordenado sacerdote aos 12 de setembro de 1971, na Diocese de Vittorio Veneto.

Depois da ordenação, cursou Teologia Pastoral e especializou-se como professor de Ensino Religioso em Perdenone (1973-1975). De 1977 a 1979 estudou Liturgia Pastoral, no Mosteiro Beneditino Santa Justina, em Pádua.Fez o curso de Doutorado na faculdade de Santo Anselmo, em Roma (1979-1980), e, em Pádua, concluiu (1982) com a licenciatura (1993) Doutorado em Sagrada Teologia, com especialização em Liturgia Pastoral. Participou do curso de preparação para missionário no CUM em Verona (Itália) e de inculturação no CENFI, em Brasília.

Pe. Armando foi coadjutor na paróquia de Serravalle, em Vittorio Veneto (1971 a 1978); professor de Ensino Religioso por 16 anos; Por 11 anos, além dos serviços pastorais nas paróquias de Farra de Soligo (1978-1980), Barbisano e Soligo (1980-1991), trabalhou junto a pessoas com problemas especiais (alcoólatras, drogados, excepcionais físicos, doentes mentais), na Cáritas diocesana, na formação de lideranças e na Pastoral da Juventude;

Em 1991, veio para o Brasil como fidei donum, atuando na Diocese de Caetité. Exerceu seu ministério como: reitor do Seminário São José (1991-2001), vigário das paróquias de Candiba (1991-2004), Riacho de Santana e Matina (1998-1999), Lícinio de Almeida (2002-2004); coordenador de Pastoral (1995-2004); Professor na Escola de Teologia para Leigos;

Em 17 de Abril de 2004 foi sagrado bispo na cidade de Guanambi, tomou posse na Diocese de Livramento de Nossa Senhora, no dia seguinte. Tem como lema de ordenação: Charitas Christi urget nos! (O amor de Cristo nos impulsiona!);

No dia 11 de maio de 2011 foi eleito Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) e, em 2015, reeleito para o serviço até 2019.


CONTATO:

Residência Episcopal
Rua Ayrton Sena, n. 30, Bairro Santa Cruz – Cx. Postal 02. CEP 46140-000 – Livramento de Nossa Senhora – Bahia

E-mail
armandobucciol3@gmail.com