Dom Armando explica a mensagem do Domingo da Misericórdia!

No segundo domingo da Páscoa a Igreja celebra a Divina Misericórdia, convidando os cristãos a se aproximarem de Deus sem medo de serem menosprezados ou rejeitados. A motivação partiu de São João Paulo II, em maio de 2000, e encontra amparo na consciência de que “foi na ressurreição que o Filho de Deus experimentou de modo radical a misericórdia do Pai, que é mais forte do que a morte” (João Paulo II, Carta Encíclica Dives in Misericordia).

O nosso bispo, dom Armando, explica que a decisão do papa tem uma longa história, ligada de maneira especial a Santa Faustina Kowalska, mística polonês, que aos 22 de fevereiro de 1931, numa das primeiras revelações de Jesus, recebeu o pedido que se celebrasse a “Festa da Misericórdia”. “A escolha deste domingo encontra motivações significativas nos textos litúrgicos. A oração do dia reza: ‘Ó Deus de eterna misericórdia, que reacendeis a fé do vosso povo na renovação da festa pascal’. A divina misericórdia acompanha a vida do povo de Deus que renova a sua fé com a celebração do mistério pascal”.

Clique aqui, e veja, na integra, toda reflexão sobre o domingo a “fortemensagem deste domingo de misericórdia!”