ENCERRAMENTO DA VISITA PASTORAL EM DOM BASÍLIO

O tempo passou e a Visita Pastoral alcançou seu término, marcado com a Celebração Eucarística no adro da igreja matriz de São João Batista. Os fiéis não foram tão numerosos como se esperava, mas a participação foi muito expressiva e, quiçá, frutuosa. Auxiliaram por demais na oração os cantos entoados pelo coral paroquial, que se apresentou pela primeira vez, após cuidadosa preparação feita pelo seminarista Júlio César. Utilizando por referência o tema da semeadura, Dom Armando, na homilia, insistiu que todos se tornem terreno fértil, onde a Palavra, semente sempre boa, possa germinar e produzir frutos, além de encorajar os paroquianos a manterem-se fiéis a Jesus, como meio de se encontrar a verdadeira felicidade.  Em suas palavras, o Bispo acresceu agradecimentos à acolhida que lhe foi dispensada, afiançou seu apoio de Pastor aos empreendimentos eclesiais da paróquia e manifestou seu contentamento com tudo o que viu, ouviu e presenciou nos dias da Visita Pastoral.
Na mesma celebração, 54 paroquianos foram investidos no ofício de ministro extraordinário da Sagrada Comunhão Eucarística, merecendo, aqui, junta menção o empenho do seminarista Élcio Bonfim em prepará-los ao momento com o retiro espiritual.
Ao final da celebração, o Irmão Edmundo agradeceu os que se envolveram nos preparativos e realização da Visita Pastoral e aproveitou o ensejo para agradecer, também, a Dom Armando pelo apoio que tem recebido, na Paróquia, desde quando nela chegou para cuidar do respectivo pai. Foi solenemente entoado o Te Deum e o padre Rinaldo pronunciou palavras de gratidão a Dom Armando, que retribuiu afirmando seu bem querer pelo padre, cuja ajuda espera ter até o final do seu ministério episcopal.