AUDIÊNCIA GERAL PAPA FRANCISCO NA PRAÇA DE SÃO PEDRO - QUARTA-FEIRA, 10 DE DEZEMBRO DE 2014

Começamos hoje um novo ciclo de catequeses, dedicado à família. Sobre ela – mais concretamente sobre «os desafios pastorais da família, no contexto da nova evangelização» – se debruçou a Assembleia Especial do Sínodo dos Bispos, que teve lugar no passado mês de Outubro, «cum Petro et sub Petro», isto é, com a presença do Papa, que é garantia para todos de liberdade e confiança e garantia de ortodoxia. Logo ao início, pedi aos Padres Sinodais que falassem com franqueza e coragem e ouvissem com humildade. Todos puderam falar com grande liberdade e as suas intervenções foram escutadas e recolhidas numa Síntese, a qual foi objeto de debate nos grupos linguísticos do Sínodo e completada, dando origem à Relação Final. Esta constitui um ponto de chegada de toda a reflexão, tendo agora sido enviada às Conferências Episcopais para se pronunciarem sobre ela e enviarem as suas propostas ao Sínodo Ordinário dos Bispos sobre a família em Outubro do ano 2015. Nenhuma intervenção pôs em discussão as verdades fundamentais do sacramento do Matrimónio: a indissolubilidade, a unidade, a fidelidade e a abertura à vida. O Sínodo não é um Parlamento, mas um espaço protegido para o Espírito Santo poder agir no coração de todos. Lá não há facções em liça, mas um confronto entre o sentir íntimo dos Padres Sinodais. Agora o trabalho continua nas dioceses através da oração, da reflexão e do debate fraterno, tendo em vista o bem das famílias, da Igreja e da sociedade.


FONTE: w2.vatican.va