MÊS DAS VOCAÇÕES: Vocação à Vida Consagrada



Neste mês vocacional, esta semana é dedicada à oração pelas vocações para vida religiosa, consagrada. Tanto as ordens, congregações, institutos, comunidades de antigas tradições como as novas comunidades. São aqueles homens ou mulheres que, além da consagração batismal, comum a todos os cristãos, foram chamados por um novo título a dedicarem suas vidas a Deus e aos irmãos, dentro de um carisma específico na Igreja e como sinal para a sociedade. A ação do Espírito Santo na vida da Igreja faz com que, em todas as épocas, pessoas e instituições apareçam como dons à vida eclesial para tornar presente o absoluto de Deus e para anunciar a todos a necessidade de olhar para o futuro e para o sentido último de nossas vidas. Essa forma de vida sempre esteve presente na história e marca um modo de vida que questiona o tipo de sociedade em que vivemos. Hoje, novas formas de vida consagrada aparecem como um grande presente para a Igreja. A vida no caminho das pessoas consagradas sinaliza a entrega total a que todos os cristãos são chamados. A vida consagrada faz com que todos aprofundem as realidades últimas da vida. Por esta razão, o chamado para viver os conselhos evangélicos recorda, com seu modo de vida, a existência de Deus e do Seu amor pelo ser humano. A única razão possível da entrega da vida de uma pessoa nessa radicalidade só pode ser por causa da fé. Por outro lado, é o testemunho do futuro eterno que Deus preparou para todos nós. A vocação à vida consagrada é um chamado a uma relação única com Cristo, que vem da imitação Dele da maneira mais radical. Por exemplo, uma religiosa é uma mulher que combina amor tão íntimo de Cristo que, através dessa relação, torna-se capaz de ser uma mãe espiritual de pessoas nas situações mais diversas, e testemunha do absoluto de Deus. Uma irmã pode "investir" seu coração e todo o entusiasmo para aqueles para quem rezar ou a quem ela é enviada, mediante o carisma recebido.
 Dom Orani João Tempesta
Arcebispo do Rio de Janeiro