Solenidade de Nossa Senhora da Conceição Aparecida

1ª Leitura: Est 5, 1b-2; 7-2b-3
Salmo: 44
2ª Leitura: Ap 12, 1.5.13a.15.16a
Evangelho: Jo 2,1-11

No dia 12 de outubro celebramos a Padroeira do Brasil, Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Para nós, católicos brasileiros, um dia muito especial, que desperta profundos sentimentos de fé e devoção. A imagem de Aparecida expressa a presença e atuação de Deus em nossa terra brasileira, nos convidando a um renovado ardor na fé.

O elenco de leituras dessa liturgia nos convida a fazer a experiência dessa presença de Deus na realidade humana. A primeira leitura, do livro de Ester, relata a esperança que surge para o Povo de Israel quando Ester, com sua beleza, desperta o bom grado do rei. Aquela mulher, portanto, se torna sinal de esperança para o povo, sinal de que Deus continua a amparar a nação eleita.

Também a segunda leitura, com sua narrativa apocalíptica, mostra a mulher sendo protegida da ação da serpente e do dragão. É um nítido sinal da fragilidade que é defendida, dos pequenos que são amparados por Deus. Assim, a comunidade recorda que apesar das forças destruidoras do mal, a presença de Deus em sua vida lhe garante refúgio e proteção.

Nessa mesma perspectiva podemos destacar o evangelho. O conhecido relato da transformação da água em vinho nos coloca diante de uma cena em que falta vinho na festa de casamento onde estão presentes Maria, Jesus e seus discípulos. Essa presença fará toda diferença naquela festa. O olhar atento de Maria e a generosidade de Cristo farão com que a festa não chegue a um fim trágico, mas tenha bom êxito.

Em meio a tantos detalhes dessas leituras, podemos pensar a importância dessa presença de Deus na história humana: presença que suscita esperança; presença que protege das forças do mal; presença que transforma a realidade. A imagem de Aparecida é sinal de que Deus continua a olhar para a história do seu Povo. As inúmeras graças alcançadas por meio da devoção a Nossa Senhora Aparecida nos mostra o quantas realidades Deus continua a transformar, por meio do olhar atento da Mãe do seu Filho. Hoje, tomemos consciência da presença de Deus em nossa vida, em nossa família, em nossa comunidade. Sintamo-nos amparados por esse amor tão grandioso.

Pe. Jandir Silva

AGENDA DO BISPO

OUTUBRO 2018 - II
Dia
Horas
Onde
Atividade
10
Tarde
Casa do Bispo
Atendimento
19.30
Comunidade Poço d’Água – Rio do Pires
S. Missa na Novena
11
Manhã
Casa do Bispo
Atendimento
10.00
Capela Casa do Bispo
Batismo
Tarde
Casa do Bispo
Atendimento
19.30
Com. Marcolino Moura – Rio de Contas
S. Missa (aniversário falecimento)
12
Manhã
Casa do Bispo
Atendimento e celebração Crisma
14.00
Comunidade Iguatemi - Taquari
S. Missa, na festa de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira
18.00
Comunidade Valérios - Catedral
19.45
Comunidade Nado – Taquari
13
Até o dia 16: em Belém do Pará – Círio de Nazaré
16
Noite
Paróquia SS. Sacramento – Rio de Contas
Encontro Crismandos
17
Dia
Casa do Bispo -  Cúria
Atendimento
18.00
Capela Casa do Bispo
Casamento
19.30
Casa do Bispo
Encontro Crismandos Adultos
18
Até o dia 21: Paróquia Santo Antônio – Paramirim: Missão Popular Diocesana
21
17.00
Comunidade Lagoa da Pedra - Taquari
S. Missa
19.30
Catedral
S. Missa
22
Manhã
Casa do Bispo
Atendimento
19.30
Igreja Estocada - Catedral
S. Missa
23
Até o dia 24: Brasília - CNBB: CONSEP

Missa com as crianças da Catequese e da Pastoral da Criança em Novo Horizonte

Neste sábado, 06 de outubro, a comunidade da sede da Paróquia de São Paulo Apóstolo participou da Missa com as crianças da Catequese e da Pastoral da Criança. Uma forma de promover a iniciação à oração, à liturgia e à vida comunitária. Aproveitando também para comemorar antecipadamente o dia desses pequenos e promover o encontro da Celebração da Vida feito pela Pastoral da Criança. 

Foi um momento de muita emoção, onde o padre Antônio Carlos apresentou às crianças os ensinamentos de Jesus dizendo-as o quanto Ele as ama, de modo que disse aos discípulos: “Deixai vir a mim as criancinhas”.  Durante toda a missa as crianças tiveram a oportunidade interação, o que facilitou a compreensão tanto da liturgia da palavra quanto da liturgia eucarística. Ao final da missa houve confraternização com bolo e salgados.


Novena Missionária: testemunhar o evangelho da paz!


A Paróquia de Santo Antônio do Paramirim e toda a Diocese de Livramento de Nossa Senhora estão realizando a novena missionária em preparação para as Santas Missões Populares. Este momento importante de celebração e reflexão sobre o testemunho do Evangelho da Paz ajuda as famílias a se comprometerem com a evangelização em sua comunidade. 

O primeiro encontro aconteceu na comunidade Mãe Isabel, na cidade de Paramirim, nesta segunda-feira, dia 08. Participe você também da novena missionária!

FESTA DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS NA COMUNIDADE DA MATINHA DE CIMA


Ontem(4/10), às 19:30h, após três dias de oração e reflexão sobre o tema: O CHAMADO MISSIONÁRIO NA HISTÓRIA DA SALVAÇÃO, o Padre Ademário, pároco da Catedral, presidiu a celebração da festa Litúrgica de São Francisco de Assis, copadroeiro da Comunidade da Matinha de Cima, Paróquia Nossa Senhora do Livramento. 

Em São Francisco, redescobrimos valores que a sociedade deixou de lado, como o encantamento em face da natureza, a reverência, a gentileza, o sentimento de irmandade para com os irmãos e irmãs. 

São Francisco, através de sua vida e doação, em sua época, tornou-se o Evangelho vivo e encarnado, comprometido com o pobre, o oprimido e o marginalizado. Hoje, ele nos ensina a ter profundo respeito para com a pessoa humana, a construir fraternidade no amor. Que possamos, a exemplo de São Francisco,  reler a nossa realidade com os olhos da Fé, percebendo que a ação transformadora de Deus, passa pelo coração e pelas ações dos homens.

Reunião do CPP em Tanhaçu


No dia 29/09 aconteceu, no Salão Paroquial de Tanhaçu, a reunião do Conselho de Pastoral Paroquial. O encontro reuniu coordenadores das comunidades, das pastorais e dos movimentos para discutir os rumos da caminhada pastoral.

Na ocasião, os participantes puderam expressar sua visão a respeito do modo como está sendo organizada as atividades da paróquia. Em seguida, o padre Jandir, administrador paroquial, apresentou a Carta Pastoral enviada pelo Bispo às comunidades. A carta incentiva a Igreja Diocesana a ser mais missionária. 

No intuito de seguir as orientações diocesanas, os membros do CPP de Tanhaçu firmaram o compromisso de fazer a Igreja mais presente em povoados e ambientes ainda não suficientemente evangelizados. Para tal, o território da paróquia foi dividido em setores e as comunidades se organizaram para fomentar a união das comunidades.

RETIRO DOS CRISMANDOS NA PARÓQUIA BOM JESUS DO TAQUARI

No domingo (30/09), às cinco da manhã, na gruta do Bom Jesus do Taquari, encontravam-se um grupo de adolescentes e alguns catequistas dispostos a subir a montanha e passar o dia fazendo a experiência do “Sermão da Montanha”. Este foi o tema do Retiro, organizado em cinco paradas. 

Na primeira parada, foi feita uma introdução com tomada de consciência aprofundando o sentido do retirar-se. Com os olhares fixos no nascer do sol, com suas diversas cores, acolhendo os cantos dos pássaros que elevando seu hino de gratidão a Deus, sentindo o toque da brisa suave em todo seu ser, inspirados na criação obra das mãos de Deus, iniciaram  o seu hino de gratidão a Deus com o mantra: “buscai a luz muito além do sol” depois de um momento de oração, ouviram e contaram juntos a música do Roberto Carlos “A Montanha”. Para melhor organização, cada um escolheu uma dupla, para ser seu “Anjo”, e assim, partilhar seus sentimentos, cuidar e ser cuidado por ele até a próxima parada.

No mirador próximo a Estrada Real foi a segunda parada, onde houve uma sessão de perguntas e respostas desafiadoras enfatizando três dimensões: Família, Igreja e Sociedade. Nestas questões se percebeu que muitas coisas necessitam ser trabalhadas com esta juventude, sobretudo a questão de saber perdoar, como, e a quem perdoar. Encerrou-se este momento com em oração em grupo. E mais um desafio foi proposto, trocar de par. Digo, “Anjo”, ser fiel a ele e na medida que ia caminhado cada um era livre de escolher uma pedra a que chamasse mais a sua atenção e comentasse sobre ela. E assim foi feito.

A terceira parada, foi algo espetacular que muito chamou atenção do grupo. Aconteceu, logo em seguida da subida da Estrada Real: utilizou-se de uma dinâmica com as pedras escolhidas no caminho e explicou para o grupo, que aquela pedra significava uma calúnia, uma mágoa tirada por alguém e que eles decidiram guardá-la para devolver quando tivesse oportunidade. Explicou-se também que uma ofensa, atrapalha a vida de quem carrega, quando não libertada o perdão a uma pessoa, quem mais sofre é quem guarda e mais fica incomodado, portanto não se tem limites para perdoar a quem quer que seja. Depois de alguns instantes de reflexão, foi lido o salmo 138(137) Deus olha os humildes. Encerrou-se soprando bem forte na pedra, tirando todas as mágoas e em seguida atirando-as para bem longe, o máximo que pudessem.

Devido ao sol muito quente não foi possível fazer a quarta parada, que trazia como Subtema: “Agradeço Todas as Lições, Que a Vida me Ensina” não se encontrando sombras, por este motivo, passou-se direto e só parou na “Cachoeira do Raposo”. Ali o grupo parou e ficou mais de uma hora em oração, com o texto de (Mt. 5, 1-12) “Sermão da Montanha”. Encontraram-se paz, água fresca, natureza, barulho das águas, algumas borboletas etc. Isso ajudou-os na concentração, falar com a natureza, com Deus com o outro e consigo mesmo.Este texto foi: explicado, refletido, contemplado e em seguida partilhado.  Encerrou-se com a oração de súplica para que sejam iluminados pela luz de Deus, sendo humilde lamparina que brilha nas janelas das pobres casas, indicando aos outros o caminho da segurança e do aconchego. E assim neste dia tão especial dia da “Bíblia” concretizou-se um sonho de todos, fazer este retiro na Montanha com Jesus, no encontro com o Pai.

Irmã Geneci Bastos-CIIC


Encontro das Comunidades em Paramirim

Com o objetivo de preparar as comunidades para as Missões Populares que se aproximam, a Paróquia de Santo Antônio do Paramirim realizou no último domingo, 30 de setembro, este encontro de formação. Foi organizado os locais dos setores que vão receber maior atenção dos missionários e das comunidades. O Pe. Samuel apresentou a programação dos dias de missão e o seminarista Adriano Bonfim fez uma reflexão sobre a carta pastoral, 'Igreja Missionária a serviço do Evangelho'. Veja as fotos.